A Importância do Magnésio

Todos nós sabemos da importância das vitaminas e dos minerais, tal como o cálcio, na nossa saúde, enquanto nutrientes vitais para a manutenção da saúde. Um desses minerais, o Magnésio, é muitas vezes pouco falado e, no entanto é um mineral versátil que sustenta quase todas as funções dos tecidos no nosso corpo, do nosso sistema imunitário até à saúde do nosso coração.
Um novo estudo Chinês descobriu que o magnésio que ingerimos através da nossa dieta pode reduzir o risco de doença cardíaca, ataque cardíaco e diabetes. As pessoas cujas dietas incluíram uma maior quantidade de magnésio viram uma diminuição de 10% no risco de doença cardíaca. 12% de redução no risco de ataque cardíaco; e 26% de diminuição de risco na diabetes tipo 2 por comparação com as pessoas cujas dietas incluíam uma menor quantidade de magnésio. Estes resultados mostram os benefícios de uma dieta rica em magnésio na nossa saúde.

 

“As orientações atuais recomendam uma ingestão diária de magnésio de 300mg para os homens e 270mg para as mulheres. Apesar disto, a deficiência de magnésio é bastante comum, afectando entre 2.5% a 15% da população em geral”, afirmou em comunicado o Dr. Fudi Wang, que dirigiu o estudo da Escola de Saúde Pública da Universidade de Zhejiang.

 

O magnésio é essencial para mais de 300 reações químicas no corpo humano, incluindo o metabolismo da glicose, a produção de proteína, e a síntese de ácidos nucleicos como o ADN. Ajuda a manter o normal funcionamento dos nervos e músculos, ajuda na manutenção de um sistema imunitário saudável, mantém o coração saudável e ajuda também na manutenção de ossos saudáveis.

 

A relação entre o magnésio e um coração saudável já tinha sido estabelecida em estudos anteriores. Num novo estudo publicado no Jornal do Colégio Americano da Nutrição, 13 mulheres consumiram uma dieta experimental pobre em magnésio. As conclusões revelaram que 3 das mulheres desenvolveram arritmias nas quais a secção superior do coração (os aurículos) perdem o seu normal padrão rítmico, e 4 mulheres tiveram que começar a tomar suplementos de magnésio mais cedo do que o esperado.

Uma deficiência de magnésio aumenta o risco de condições como a hipertensão e as arritmias cardíacas porque o mineral é essencial para o controlo do funcionamento dos vasos sanguíneos, para a regulação da tensão arterial e para as contrações cardíacas normais.

Mas o magnésio não esgota os seus efeitos benéficos apenas no coração, pode ajudar também em situações de enxaquecas, depressão e tensão pré-menstrual.

 

Enxaqueca

As enxaquecas podem ser não só dolorosas como debilitantes, e podem também ser uma consequência de uma deficiência de magnésio. Alguns estudos sugerem que o magnésio pode ajudar a prevenir as enxaquecas.

 

Depressão

O magnésio tem um papel importante na função cerebral e na disposição, e baixos níveis do mineral estão ligados a um maior risco de depressão. Um estudo conduzido com 8.800 pessoas concluiu que as pessoas com menos de 65 anos que apresentam baixos níveis de magnésio tinham um risco 22% superior de sofrer de depressão.

 

Tensão pré-menstrual

Comum nas mulheres em idade fértil, os sintomas da tensão pré-menstrual incluem retenção de líquidos, fadiga e irritabilidade. O magnésio demonstrou melhorar a disposição e ajudar na retenção de líquidos.

 

Os alimentos ricos em magnésio, e que deve incluir na sua dieta, são as sementes de abóbora ou de girassol, as amêndoas, os abacates, a banana e alguns legumes como os espinafres e as acelgas; feijão preto e coentros, estão na lista de alimentos ricos em magnésio. Pela sua saúde, inclua-os na sua dieta.

Agendar Consulta!