Dra. Paula Beirão Valente

Porque queremos que nos conheça melhor começamos uma série de entrevistas descontraídas com a nossa querida equipa. A Dra. Paula Valente, nutricionista da Clínica Parque da Cidade, acaba de editar o seu primeiro livro. Intitulado “Segredos De Uma Nutricionista” chega às livrarias para ajudar os Portugueses a comer bem e, com isso, a viver melhor. Falámos com a Dra. Paula Valente para descobrir mais sobre a sua paixão pela ciência da Nutrição, e todas as razões pelas quais deve marcar a sua consulta na Clínica Parque da Cidade.

Uma memória de infância?

Um sonho que tive aos 4 anos de idade

O cheiro a bolo, aos fins de semana e o prazer que eu tinha em comer a massa, antes deste ir para o forno.

 

Em criança o queria ser quando crescesse?

Artista (bailarina), decoradora…

 

O que é que a fascina na Nutrição? 

A conjugação da ciência exata com a ciência humana. Poder atuar de forma preventiva para impedir ou retardar o aparecimento da doença, a linha da frente, sabendo que contribuí para aumentar a qualidade de vida de uma pessoa.

 

Depois do curso decide fazer um Mestrado em Nutrição Clínica, porquê?

Para aprofundar conceitos mas sobretudo como um auto-desafio.

 

Como foi a sua entrada para a Clínica Parque da Cidade? 

Simples, foi com a Dra. Daniela, simpatizei com ela desde o início, o que não é difícil, tivemos uma breve conversa et voilá!

 

Quais são os valores comuns da Clínica Parque da Cidade que mais admira?

A qualidade do atendimento, o ambiente acolhedor e elegante e o facto de conseguirem fazer com que cada paciente se sinta especial.

 

Qual é o conselho que mais dá aos seus pacientes no que toca à nutrição?

Não faça dietas, aprenda a saber comer.

Simplifique.

Foque-se no volume corporal.

Aumente o seu espírito crítico.

 

O seu primeiro livro é muito completo e faz uma aproximação ao tema da Nutrição cruzando-a com muitos outros que, à primeira vista, ninguém associaria, como o sono ou o ambiente. Numa época em que há cada vez mais alertas para a necessidade de descansar convenientemente em que é que o sono se relaciona com a nutrição?

Uma noite mal dormida poderá causar alterações não só metabólicas e emocionais, mas também a nível hormonal que se repercutirão, a longo prazo, no seu peso. Há mais produção de substâncias inflamatórias, de hormonas que aumentam o apetite e maior resistência à insulina.

 

Um capítulo intitulado “Chega de Dietas” é delicioso. É possível abordar a nutrição sem as contrariedades das dietas?

Claro que sim, longe da publicidade enganosa, de modas ou mitos que se transformam, da noite para o dia, em verdades absolutas. Defendo o plano alimentar elaborado em conjunto com o utente de acordo com as suas características, gostos, exames, medicação, atividade física, etc em detrimento de “dietas tipo”, cuja metodologia é idêntica para todos.

 

Dedica um capítulo ao tema que liga a saúde psíquica à nutrição, o que nos ensina a distinguir a fome física da emocional. É um lugar comum as pessoas comerem para se compensarem das dificuldades da vida?

A fome emocional, ao contrário da física, é repentina, seletiva e tende a provocar peso na consciência após a ingestão, o famoso sentimento de culpa. Já a fome física tende a ser gradual, lógica e sacia de acordo com a quantidade de alimento ingerida e não com o tipo de alimento ingerido.

Respondendo à sua segunda questão, sim, é normal ocorrer em situações mais críticas tais como desregulações hormonais ou desequilíbrios emocionais, nunca o fez? Eu já, mais do que uma vez, mas distingo-as muito bem.

 

Termina com um capítulo dedicado às perguntas mais frequentes que lhe colocam no consultório, pensa que ainda há muito a fazer no que toca à informação sobre nutrição junto da população em geral?

Menos do que ontem e mais do que amanhã, começando logo nas escolas, na infância, desse modo teremos adultos mais conscientes e saudáveis que saberão educar do mesmo modo.

 

 

Breves

 

Escritor

É-me difícil enumerar apenas um, gosto de tantos! Talvez Isabel Allende, ela tem a capacidade de me fazer rir e chorar na mesma página.

 

Disco ou Banda

São muitos, mas vou dar um exemplo que tenho neste momento no meu carro, Beirute.

 

Animal de estimação

Não gosto de imaginar um animal preso, talvez o cão ou o gato, todos os outros não deveriam ser de estimação, deveríamos sim estimar a sua liberdade.

 

Filme

Tantos, tantos… “Forest Gump”, “Música no Coração”, “E tudo o vento levou”, “Casa dos Espíritos”, “Invencível”, “Silêncio”…podia enumerar dezenas.

 

Série de TV

“Modern Family”, “Game of Thrones”,“How I Met Your Mother” “Shameless”…

 

Hobby

Conversas com amigos, dançar, ler, nadar…

 

Praia ou neve?

Praia

 

Saudades de?

Das longas conversas com o meu pai

 

A não perder no Porto

Ui …neste momento o Porto está a evoluir rápido demais para mencionar apenas um aspeto… gastronomia, espetáculos, exposições… a não perder!

Agendar Consulta!