A falta de dentes é um problema?

A falta de dentes é um problema real, em Portugal e segundo o barómetro da Ordem dos Médicos Dentistas, uns impressionantes 72% da população não tem a dentição completa e 37% das pessoas têm falta de mais de 6 dentes*

A falta de dentes tem vários níveis de impacto mas todos eles afectam a qualidade de vida. Se por um lado a funcionalidade da mastigação e fala é afectada, por outro a estética também é, não apenas na “falta” do dente mas também nas alterações que a fisionomia pode sofrer em consequência disso.

A curto prazo há perda de osso alveolar, ou seja, o osso que suporta o dente. Porque a dentição se adapta para “compensar” a falta poderão existir dentes inclinados, e o compromisso estético evidencia-se na fisionomia.

A médio prazo a alteração da disposição dos dentes para compensar a falta pode provocar inclinações, apinhamento, rotações, e outras alterações. Haverá também um maior desgaste dos dentes e poderão surgir dores de cabeça, musculares ou na articulação tempero-mandibular.

A longo prazo a má mastigação dos alimentos provocada pela falta de dentes poderá afectar a digestão, e ocasionar problemas crónicos como gastrites ou esofagites, entre outras.

Se tem falta de dentes não adie nem protele a solução. Marque uma consulta aqui e aconselhe-se sobre qual a melhor solução para o seu caso.

Agendar Consulta!