É Normal?

Todos nós perante algumas situações ficamos na dúvida se são, ou não, normais. A Clínica Parque da Cidade quer ajudar a esclarecer o que deve, ou não, ser motivo para nos visitar, para isso listamos 7 dúvidas frequentes e suas respostas.

FALAR SOZINHO?
Sim. Toda a gente faz isto até um certo ponto; falamos sozinhos quando nos tentamos lembrar de coisas, seja da habitual lista de compras ou de nos mantermos calmos em situações de stress. Este é um hábito que nos acompanha desde a infância, quando falarmos com nós mesmos é uma versão exterior do pensamento, e por isso importante para o crescimento. Falar sozinho só é mau sinal se vier acompanhado de outros sintomas de doença mental ou se apenas exprimimos comentários negativos sobre nós mesmos.

O CABELO CAIR?
Sim. É normal perder entre 50 a 100 fios de cabelo por dia, por isso a sua queda de cabelo provavelmente não é motivo de preocupação. Mesmo o recuo da linha de cabelo ou ficar careca não devem ser preocupantes, de um ponto de vista médico. Apenas em situações em que o cabelo cai aos molhos ou em que veja pele irritada no couro cabeludo é que convém ir ao médico.

IR MUITO AO WC? SUAR MUITO?
Bem, neste caso é variável de pessoa para pessoa, mas o que se considera muito? Ir ao WC uma vez por dia é considerado normal, mas se a sua dieta for rica em fibras, beber muita água e for fisicamente ativo, a frequência pode aumentar até três vezes por dia. O que é importante é que não haja grande variação repentina no que é normal para cada um. No que toca a urinar é bastante mais frequente mas é algo igualmente afectado pela sua dieta. Como sabemos se é demais? Se afecta o seu sono, o seu trabalho e a sua vida em geral. Já no que toca ao suor, suar demais pode ser sintoma de uma condição chamada de hiperidrose, mas esta é uma situação em que o suor pinga das mãos, mancha as camisolas e afecta a sua vida social. Tudo o que não chega a esta situação é considerado normal.

OS SEIOS DOEREM?
Sim. Nas mulheres em idade fértil o ciclo menstrual provoca mudanças hormonais, e estas causam dor nos seios. Usar o tamanho errado de soutien ou fazer demasiado exercício físico nos músculos peitorais, os que sustentam os seios, também pode causar dor.

O CORAÇÃO DOER?
Depende do tipo de dor. Por vezes os ácidos do estômago sobem pelo esófago e causam uma pequena dor ou desconforto na área do coração. Se isto ocorrer com frequência então pode ser sintoma de refluxo gástrico, ou até cancro do estômago ou esófago, e nestes caso convém visitar o seu gastroenterologista. Se a dor for semelhante a pressão ou aperto é mais grave porque pode ser sinal de ataque cardíaco e, neste caso, procure assistência médica imediata. Um aperto no peito pode também ser sintoma de asma ou até um ataque de pânico causado por um estado ansioso. Por vezes dói o coração porque alguém nos magoou e isso é perfeitamente normal, neste caso procure alguém amigo com quem falar para, literalmente, lhe tirar o peso do peito.

NÃO SONHAR?
O mais importante é que durma bem, e as horas mínimas necessárias, se dormir bem e o suficiente não tem nada com que se preocupar. O mais natural é que, de facto, sonhe mas que não se recorde dos seus sonhos, o que segundo os psicólogos não representa qualquer problema já que a recordação dos sonhos não é necessária para a saúde mental ou física.

SENTIR A PULSAÇÃO CARDÍACA?
Sentir o coração a bater depressa ou com força, tanto no peito como na garganta ou pescoço, significa que tem palpitações. As palpitações podem ser causadas por stress, excesso de café ou de bebidas energéticas e, em geral, não são sérias. Contudo se sentir um ritmo cardíaco anormal, nesse caso deve ir ao médico, porque pode ser sintoma de uma perturbação cardíaca que tanto pode ser simples, como no caso de ter o nível de potássio baixo, como complicada e exigir atenção médica.

Agendar Consulta!